You need to Login for joining waitlist.

Qual o melhor treino para emagrecer?

jun 10, 2016 | Matérias

Por
Anderson Sauin
Personal Trainer
Consultor Atlhetica Nutrition
www.atlheticanutrition.com.br

Um grande número de pessoas busca o emagrecimento através dos exercícios físicos. Existem muitos mitos dentro dos centros de treinamentos, onde se fala que o aeróbio emagrece mais que a musculação e que depois de 20 minutos de exercício o corpo queima mais gordura e assim por diante.

Qualquer exercício físico gera um aumento da demanda energética do organismo visando à manutenção da atividade muscular. A intensidade ou a duração do esforço e o nível de treinamento do praticante podem interferir sobre a predominância na ativação das vias metabólicas, indicando maior utilização de um determinado substrato energético (carboidrato, gordura e proteínas).

Dentro do treinamento e da bioquímica existem as predominâncias das vias energéticas, como, exercícios de curta duração têm a predominância da creatina fosfato e da glicose como fonte de energia e de longa duração a gordura.

Quando estamos em repouso a predominância de vias energéticas é a gordura e nem por isso emagrecemos apenas descansando.

Mas, então o que você deve fazer para emagrecer?

Primeiramente, buscar aumentar a massa muscular, pois ela é tecido ativo e gasta energia e queima gordura. Aumentar a massa muscular de forma isolada já gera a redução do percentual de gordura e aumento da taxa metabólica de repouso. Isso se refere à quantidade de energia utilizada para manter o funcionamento do organismo em repouso.

Outro fator importante para o aumento da massa muscular são as respostas hormonais decorrentes do treinamento de força, sendo agudas e crônicas. As agudas são referentes durante o treinamento que aumenta as concentrações dos hormônios anabólicos como: testosterona, GH, fatores de crescimento semelhantes à insulina e outros. Já as crônicas são após o treino como a relação de testosterona e cortisol, onde mostra que o treinamento de força eleva os níveis de testosterona e diminui o cortisol.

Não é a toa que o treinamento intervalado (HIT) é mais eficaz para a perda de gordura em relação ao aeróbio de baixa intensidade e longa duração.

Na prática o iniciante pode utilizar do treinamento com pesos em circuito e para o avançado utilizar de métodos que levam o músculo à exaustão e quebra da homeostase, visando aumentar o gasto energético de repouso e maior recrutamento de fibras musculares.

Pode-se dividir a semana entre, musculação em um dia e treinamento intervalado em outro, ou podendo associá-los no mesmo dia, treinando dia sim e dia não.

Procure a orientação de um professor de educação física para uma melhor elaboração do programa de treino para as suas necessidades, pois, ele é o profissional apto a esse procedimento.

Existem vários relatos de pessoas que perderam peso, mas nem sempre esse peso foi perda de gordura e sim perda de massa magra.

Através disso, distinguimos que emagrecer não quer dizer perder peso, emagrecer é perder gordura.

Referências bibliográficas:
Bossi, L.C. Periodização na musculação. – 3 edição. São Paulo. Editora Phorte, 2014.
Prestes J., Foschini D., Marchetti P., Charro M. Prescrição e periodização do treinamento de força em academias.  Barueri, SP : Manole, 2010.
McARDLE, W.D.; KATCH, F.L.; KATCH, V. Transferência de energia no exercício. Fisiologia do exercício: energia, nutrição e desempenho humano. 3ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 1992. p.80-93.
WILMORE, J.H.; COSTILL, D.L. Basic energy systems. Physiology of sport and exercise. Champaign: Human Kinetics, 1994. p.92-121.
Teixeira, C.V.S., Guedes Jr., D.P. Musculação time-efficient: otimizando o tempo e maximizando os resultados. 2 edição. São Paulo: editora Phorte,2016.

Veja também

SUPLEMENTOS: Por que a procura cresce tanto no Brasil?

1-Um recente estudo revelou que 54% dos brasileiros tomam algum tipo de suplemento alimentar. Dentre os compostos mais consumidos, estão: ácidos graxos (ômega-3), aminoácidos (BCAA), minerais (cálcio), óleos (óleo de fígado de bacalhau), plantas (goji...

Termogênicos: muito além da queima de gordura

Os suplementos termogênicos são aqueles responsáveis por intensificar a termogênese do organismo, ou seja, aumentar o gasto energético. A quantidade de calor produzida pelo organismo é diretamente proporcional à taxa de metabolismo basal (quantidade de...

Gostou? Compartilhe:

WhatsApp
preloader